Em discurso direto
We Blog
Cláudia Azevedo

Resultados do 1.º Semestre de 2020

27 Agosto 2020
O segundo trimestre de 2020 foi seguramente um dos trimestres mais desafiantes da história da Sonae. Após um bom início de ano, fomos atingidos pela pandemia Covid-19 em meados de março e foi durante o segundo trimestre que sentimos os principais impactos desta situação sem precedentes. Como afirmei em diversas ocasiões, a nossa principal preocupação desde o primeiro dia tem sido a saúde e a segurança das nossas pessoas, clientes e parceiros, enquanto continuamos a prestar serviços essenciais à sociedade e a apoiar as nossas comunidades. Todos os nossos negócios foram severamente afetados por este contexto adverso, mas tenho orgulho em dizer que a nossa resposta coletiva foi extraordinária. Sinto-me verdadeiramente honrada e privilegiada por liderar uma equipa tão resiliente e generosa. Os últimos meses mostraram não só a coesão e coordenação da equipa de gestão de topo da Sonae, mas também o forte empenho das nossas pessoas a servir os nossos clientes e a cuidar de todos os nossos stakeholders.

O nosso portefólio apresentou um desempenho muito resiliente ao longo das últimas semanas. Gostaria de destacar os desempenhos excecionais da Sonae MC e da Worten, que, num contexto tão desafiante, foram capazes de reforçar as suas posições de liderança no mercado português e crescer mais de 9% e 6% em termos homólogos, respetivamente, neste segundo trimestre do ano. Gostaria também de salientar a resiliência dos restantes negócios do nosso portefólio, principalmente aqueles que foram forçados a encerrar durante a maior parte do segundo trimestre. A Sonae Sierra enfrentou uma situação particularmente desafiante, nomeadamente em Portugal, com todos os centros comerciais praticamente encerrados durante o trimestre e uma elevada incerteza quanto ao recebimento de rendas devido a uma legislação sem precedentes (apesar dos acordos que tinham sido já celebrados com a grande maioria dos lojistas). Globalmente, a Sonae cresceu 5% em termos homólogos no trimestre e o EBITDA subjacente, em termos comparáveis, manteve-se estável face ao ano passado. Este é um desempenho notável, considerando que muitas das nossas operações estiveram encerradas durante várias semanas.

Neste contexto difícil, é essencial manter uma posição financeira sólida para enfrentar o futuro com confiança. Desde o início de 2020, temos sido capazes de reforçar ainda mais a nossa estrutura de capitais através de várias operações de refinanciamento que totalizaram mais de 600 M€, bem como de múltiplas iniciativas de preservação de capital. Esta atuação permitiu-nos manter uma posição de liquidez saudável e honrar os nossos compromissos com todos os stakeholders. Atualmente, todas as empresas do nosso portefólio possuem balanços conservadores, o que será importante para enfrentar os próximos meses.

Ao mesmo tempo que permanecemos profundamente comprometidos em proteger os nossos negócios e em servir os nossos clientes, não perdemos de vista as nossas prioridades de sustentabilidade ambiental e social. Nos últimos meses, continuámos a reforçar as nossas iniciativas de responsabilidade social em várias áreas, nomeadamente através de doações de bens alimentares e iniciativas de apoio governamental relacionadas com a luta contra a
Covid-19, e continuámos a alcançar progressos significativos no que respeita às nossas metas de emissões de CO2 e de consumo de plásticos.

Os próximos meses irão trazer diferentes tipos de desafios às nossas equipas e estou confiante de que a Sonae os irá ultrapassar. Temos um portefólio de negócios resiliente e uma sólida posição financeira, mas temos sobretudo as pessoas certas e os valores certos em toda a organização.


Cláudia Azevedo
CEO Sonae

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação dos visitantes.

A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela SONAE. Consulte aqui a nossa Política de Cookies