Em discurso direto
We Blog
Paulo Azevedo

Mensagem do Presidente do Conselho de Administração

17 Abril 2020
Na Sonae acreditamos que o sucesso exige os mais elevados padrões em todas as dimensões de desempenho económico e impacto social. O nosso foco na sustentabilidade faz parte de quem somos e não temos dúvidas de que a nossa missão é criar e partilhar valor económico e social. Esta ambição guiou-nos num caminho preenchido de sucessos arduamente conquistados, sempre ancorados num desempenho económico sólido ao mesmo tempo que fazíamos a diferença para contribuir para uma sociedade melhor, incluindo o respeito e cuidado com a natureza. Numa altura em que os ecossistemas do nosso planeta estão a sofrer e as sociedades a ser dilaceradas pela desigualdade e pela falta de ética, nunca foi tão fácil termos certeza das nossas convicções.

Valor económico
No ano passado, iniciei esta mensagem afirmando que não é fácil simultaneamente crescer, melhorar os resultados operacionais e reduzir o nível de alavancagem. É com prazer que vos informo que conseguimos alcançar este feito novamente em 2019, tendo inclusivamente acelerado o ritmo com que o fizemos.

O volume de negócios consolidado da Sonae cresceu 9,2% para €6,4 mil milhões e, considerando a contribuição proporcional dos negócios não consolidados, ultrapassámos pela primeira vez na nossa história a marca dos €7 mil milhões. Todas as sub-holdings apresentaram fortes desempenhos, com ganhos de quota de mercado relevantes em todo o portefólio. A rentabilidade operacional também melhorou significativamente em todos os nossos principais negócios. No total, o EBITDA subjacente consolidado aumentou 22,2% e atingiu ca. €600 milhões e o retorno do capital investido atingiu o sólido nível de 8,4%, mantendo uma trajetória ascendente consistente (excluindo eventos não recorrentes).

Adicionalmente, e apesar de manter altos níveis de investimento, o grupo mais uma vez provou a sua capacidade de gerar fluxos de caixa e de reduzir significativamente a sua dívida líquida e níveis de alavancagem, que atingiram €1.150 M e 0,5x, respetivamente. Atualmente, os nossos principais negócios mantêm níveis de alavancagem de "investment grade” e o Loan-to-value da holding permanece num nível conservador de 13%. O grupo está totalmente financiado para os próximos 18 meses e a maturidade média da dívida é atualmente superior a quatro anos. Em suma, o desempenho operacional recente de nossos negócios e o nosso nível de robustez financeira dão-nos muita confiança para enfrentar os desafios futuros.

O modelo de criação de valor da Sonae passa pela capacidade de acrescentar valor aos negócios existentes, mas também de gerir o seu portefólio e alocação de capital no sentido de melhorar o desempenho global e garantir um portefólio de negócios preparado para o futuro. Em relação à gestão e desenvolvimento do portefólio, gostaria de destacar o desempenho pós-fusão da ISRG e a sua consolidação como um operador ibérico líder no retalho de desporto, a aquisição da Arenal pela Sonae MC em Espanha (um passo importante na execução da nossa estratégia de crescimento na área de Saúde e Bem-Estar), o sucesso e crescimento contínuo da nossa mais recente unidade de negócios – a Sonae Financial Services – e a aceleração da estratégia de reciclagem de capital da Sonae Sierra – com a conclusão, já em 2020, da transação do Sierra Prime, um marco importante para a empresa e para a Sonae. Com uma perspetiva de longo prazo, iremos continuar a procurar novos investimentos com potencial interessante de crescimento, e que melhor se enquadrem nas nossas competências. A aceleração tecnológica e os desafios colocados pela necessidade de cumprir metas ambientais e sociais implicam, sem dúvida, muitas disrupções e oportunidades para as quais a Sonae precisa de estar bem preparada.

Criar valor económico é o ponto de partida fundamental de qualquer empresa e, no caso da Sonae, que tem uma enorme ambição de crescimento e de impacto positivo na sociedade, os nossos objetivos devem ser de atingir um excelente nível de desempenho económico. No entanto, devemos fazê-lo de forma sustentável, o que implica igual compromisso com o cuidado pela natureza e pelo desenvolvimento social.

Capital natural
Os perigos das mudanças climáticas, aumento da poluição, aceleração da perda de biodiversidade, escassez de água potável, empobrecimento do solo, desflorestação e crescente desigualdade social e económica não podem ser dissociados do aumento do número de estados em rutura, do terrorismo e das crises de refugiados nos países mais pobres, bem como de sociedades divididas, votos de protesto e extremistas populistas em ascensão no mundo ocidental. O progresso social e económico está fortemente ameaçado em muitas partes do mundo, incluindo na Europa, e a urgência de tornar os princípios ambientais, sociais e de governo societário verdadeiros motores das agendas políticas e económicas é inquestionável. Parece-me que finalmente existe um entendimento comum dos principais impactos que as questões de sustentabilidade terão no desempenho dos negócios e, consequentemente, no progresso social, e que estas não podem ser tratadas separadamente, pelo contrário devem assumir uma dimensão central em todas as estratégias de negócio. Acredito que existe um enorme potencial de criação de valor associado a esta forma de pensar e que muitos dos futuros vencedores surgirão pela descoberta de novas formas de explorar este potencial.

A promoção da sustentabilidade e, em particular, a preocupação com o meio ambiente, estão desde sempre gravadas na nossa história e destacam-nos como um exemplo responsável e ético de uma long-living company. Em todo o caso, em 2019 chegámos à conclusão de que não estávamos a fazer o suficiente e que precisávamos de incrementar a nossa ambição, velocidade de execução e prevalência em todas as empresas, países e áreas de impacto ambiental.

O nosso Grupo Consultivo de Sustentabilidade foi reformulado com vista a fortalecer a definição de políticas e a implementação de projetos transversais ao grupo, e a ajudar-nos a estabelecer eixos de ação prioritários. Estes eixos surgem de uma análise e discussão abrangentes e exaustivas com os nossos stakeholders e desempenham um papel fundamental no avanço de uma agenda ambiciosa na Sonae e em toda a nossa rede de stakeholders. Durante 2019, as nossas conquistas em todas estas dimensões foram significativas e definimos, para cada eixo, um plano claro e ambicioso.

Vale a pena mencionar o trabalho em dois desses eixos - Ação sobre Alterações Climáticas e Plásticos.
As alterações climáticas estão na nossa agenda há muito tempo e, em 2019, a Sonae e o seu portefólio de empresas elevaram a ambição, estabelecendo metas específicas de redução de emissões de gases de efeito estufa. Alinhadas com a trajetória de descarbonização necessária para limitar o aquecimento global a 1,5oC, as nossas empresas comprometeram-se a reduzir as suas próprias emissões (âmbito 1 + 2) em 54%, em 2030, em comparação com 2018, de acordo com o Paris Pledge for Action do qual a Sonae é uma signatária orgulhosa.

Implementámos diversas iniciativas para acelerar a descarbonização da nossa matriz energética. Reforçámos a nossa capacidade de produzir eletricidade a partir de fontes renováveis e continuámos vários projetos para promover a ecoeficiência das nossas operações. Os esforços da Sonae foram reconhecidos internacionalmente pelo CDP com a atribuição do nível A-, o que confirma que estamos no caminho certo e aumenta a nossa confiança.
Estamos cientes da crescente catástrofe ambiental em torno do plástico. Dada a sua extrema relevância numa parte significativa do portefólio da Sonae, apresentámos a Carta de Princípios para o Plástico das Empresas Sonae, uma política que engloba a nossa visão para um uso mais responsável do plástico. No início de 2019, a Sonae MC reforçou essa ambição, tornando-se no primeiro retalhista português a aderir ao compromisso global da New Plastics Economy da fundação Ellen MacArthur. No final do ano, a Sonae aderiu ao Pacto Português para os Plásticos, comprometendo-se a que 100% das nossas embalagens plásticas de marca própria sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis até 2025 e incorporando, em média, 30% de matéria reciclada nas novas embalagens plásticas.

Acelerámos a forma como materializamos esta visão em ação e já registámos uma redução de cerca de 2.000 toneladas de plástico, que foram eliminadas das nossas embalagens e produtos. Além disso, aumentámos a quantidade de plástico reciclado incorporada nos nossos produtos, processos e embalagens, que atualmente representa 20% do volume total de plástico que usamos. Considerando o progresso alcançado em 2019, e o compromisso de toda a equipa, estamos confiantes de que conseguiremos atingir as nossas metas antes de 2025.

Valor Social
Não nos esquecemos que a nossa contribuição mais importante para a sociedade é a criação de bons empregos e a distribuição de valor económico, mas também sabemos que isso não é suficiente, pois as empresas também desempenham um papel relevante em moldar a qualidade social do desenvolvimento económico.

A nossa posição sobre as desigualdades sociais e o desenvolvimento inclusivo começa dentro da Sonae. Em 2020, criámos um novo e concreto Plano para a Igualdade de Género, que define medidas específicas a serem implementadas entre 2020 e 2021 em todo o nosso portefólio de negócios. Sob o desígnio da igualdade de género, o plano promove a partilha, implementação e monitorização das melhores práticas e de programas de gestão de carreira para o género sub-representado. O estabelecimento de um comité de reflexão dentro do nosso Grupo Consultivo de Recursos Humanos supervisiona o progresso e aumenta a proeminência deste tema em todos os níveis da organização. Além disso, assinámos o compromisso "Embrace Difference” da European Round Table for Industry, que defende a criação de um ambiente de trabalho inclusivo e aberto, para que todos possam alcançar seu potencial pleno. É importante realçar que adicionámos flexibilidade à nossa cultura de trabalho através de vários programas, para garantir que nos podemos adaptar a um conjunto mais diversificado de circunstâncias pessoais, incluindo o número de horas ou dias disponíveis para trabalhar, trabalho a partir de casa e horários flexíveis.

Adicionalmente, assegurámos em 2019 um forte desenvolvimento dos nossos programas de solidariedade interna. A nossa iniciativa "Somos Sonae”, criada com o objetivo de apoiar colaboradores em fases vulneráveis, atingiu mais 17% de pessoas em comparação com o ano anterior. Aproximadamente um €1 milhão foi investido desde o início do programa em 2013. Este valor foi utilizado para assegurar bens e serviços essenciais, apoio jurídico e na renegociação de crédito e dívidas, apoio à saúde e à saúde oral, bem como outras formas de apoio.

Estamos cientes de que, em muitas das comunidades em que operamos, as pessoas continuam a enfrentar sérias dificuldades sociais, e a Sonae continua comprometida a ajudar diretamente os mais necessitados e contribuir para encontrar soluções estruturais para resolver essas situações. Em 2019, o portefólio da Sonae investiu cerca de €11 milhões em apoio a organizações da economia social (mais de 1.100 instituições) e os nossos colaboradores contribuíram com 7.000 horas em trabalho voluntário na comunidade. A Missão Continente (programa de responsabilidade social do Continente em Portugal), por exemplo, fortaleceu o seu papel ao apoiar cerca de 1.000 instituições com doações diárias de alimentos, além de apoiar a coleta de bens a nível nacional, como os realizados em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa ou com o Banco Alimentar Contra a Fome.

Desempenho bolsista
Em 2019, a Sonae desenvolveu esforços significativos para melhorar a sua comunicação com o mercado de capitais. Precisamos de continuar a articular com clareza a nossa estratégia e as nossas principais decisões a todos os stakeholders, ao mesmo tempo que recolhemos feedback importante para nos ajudar a progredir. Nos primeiros meses do seu mandato, a nova Equipa de Gestão interagiu intensamente com investidores e, em outubro, organizámos o nosso primeiro Capital Markets Day – um marco importante para dar mais visibilidade ao mercado sobre os nossos ativos e a nossa estratégia. Em 2019, o desempenho da nossa ação melhorou bastante, tendo encerrado o ano com ganhos de 12,3% (comparado com 10,2% do PSI 20).

Sabemos que, ao escolhermos ser ambiciosos nas três áreas de criação de valor - económica, ambiental e social -, não estamos a facilitar a nossa atuação, nem a dos nossos parceiros e fornecedores. Por isso, é sempre com uma profunda gratidão que agradeço a todas as nossas equipas internas, aos membros dos conselhos de administração e aos nossos muitos parceiros pelo comprometimento, criatividade e energia - pode não ser o caminho mais fácil, mas é o caminho que vale a pena ser percorrido!”


Paulo Azevedo
Presidente do Conselho de Administração


Post Scriptum: No momento em que escrevo esta mensagem, estamos a ser impactados por um tremendo desafio ao bem-estar das nossas sociedades. E as nossas empresas e equipas estão na linha de frente da luta para limitar os impactos à saúde, sociais e económicos desta crise. Algumas atividades encerraram ou estão prestes a encerrar para limitar a velocidade de propagação do vírus, enquanto outras atividades terão que se manter abertas, em condições extremamente difíceis, para fornecer serviços essenciais como alimentos e telecomunicações. Os turnos diários nas nossas operações são algo que nunca antes tinha visto, e todas as nossas ações devem ser tomadas tendo como prioridade a segurança das nossas pessoas e dos nossos clientes. Estou profundamente admirado e agradecido com a forma como as equipas estão a demonstrar estar à altura do desafio. Estamos a trabalhar com uma tenacidade única e com a firme convicção de que seremos capazes de fazer o que for necessário para manter em funcionamento as operações críticas para a sociedade.
Este website utiliza cookies que facilitam a navegação dos visitantes.

A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela SONAE. Consulte aqui a nossa Política de Cookies